segunda-feira, 24 de outubro de 2011




E eu, continuo caminhando. E pelo caminho continuo esbarrando. Em flores, em pedras, em verdades. Verdades por vezes escondidas, caladas dentro mim. E dentro de mim há tantas verdades ainda. Dessas que merecem ser ditas, mas na verdade nem tão necessárias. É que tem coisas que é melhor calar dentro da gente. Que calada não incomoda, mas que dita fere. E às vezes é mágoa desnecessária. É melhor passar por cima, fingir que não vê, esquecer que ouviu. É que eu prefiro viver em paz. Principalmente, em paz comigo mesma. Não quero desperdiçar palavras com o que não vai fazer bem. Nem a mim, nem a ninguém. Do que é preciso ser dito, digo apenas o necessário. Economizo julgamentos, ofensas, opiniões que não acrescentam. Isso, ao menos tento.


Prefiro as palavras que acalmam, que semeiam sorrisos, que transbordam levezas.

Que trazem alegrias ao invés de tristezas.



Monalisa Macêdo.

Um comentário:

  1. LINDOOOO!
    Fico feliz de ver minhas palavras semeando por aqui.Beijos

    ResponderExcluir